Considerando a necessidade de possuirmos pilares para a base dos estudos matemáticos e tecnológicos chegamos à conclusão que precisávamos de um ambiente de imersão para que a experiência prática pudesse corresponder aos estudos teóricos, por isso, por algum tempo, passamos a debater e discutir sobre qual área poderíamos ter condições favoráveis para essa imersão total.

Neste sentido, devido, ainda, à crise sanitária que o mundo vem passando e forçando as pessoas a se isolarem socialmente, de forma polêmica, muitas reflexões e preocupações passaram a nos atormentar sobre quais outras formas de pressão global seríamos obrigados a aceitar. Além disso, após o alerta do Fórum Econômico Mundial que passou a sinalizar sobre evidências que a próxima crise mundial poderia ser digital, portanto passamos a pensar sobre as possíveis alternativas caso, realmente, essa hipótese pudesse ser deflagrada e como poderíamos ser úteis caso uma tragédia desta magnitude ocorrese em nível mundial, então surgiu a ideia de nos aprofundarmos em uma tecnologia antiga, mas eficiente e que não houvesse risco de ser alcançada por um possível ataque cibernético. Foi assim que surgiu a ideia de estudarmos o Radioamadorismo.

Portanto, o estudo das ondas de rádio nos propicia não somente uma imersão em um ambiente com todos os elementos necessários para o estudo matemático, mas também nos favorece para o estudo da Física.